Preciso encontrar o que nunca foi perdido.

         


     
 O que 'pensamos' ter perdido? A verdade é que TUDO está conosco, em nós, tão próximo e não o percebemos. 

              E o que é pior, inconscientemente, insistimos na busca, e na procura de nossos desejos em lugares errados.
            O amor de Deus está em nós. O escondemos dentro do nosso ser, num cantinho do coração onde é bem difícil de encontrar. Esse amor fica por debaixo dos nossos instintos egoístas, das nossas angústias e tantos caprichos que nos cegam para o que realmente importa. Os nossos medos fazem com que ignoremos sua presença.         
Sempre abafado pelas nossas inseguranças, apegos e inquietudes. Até parece que ele não permanece conosco.
O amor nunca foi perdido, o amor nunca foi separado de nós. O que abala o homem é colocar em evidência tudo aquilo que não é amor.
Feliz daquele que tem como prioridade o amor em sua vida.
Quando começamos a perceber que o amor é o que importa verdadeiramente, jogamos fora toda a bagunça do coração. Vamos fazendo nele uma limpeza geral e bem feita.           
O amor, então, fluirá em nós e assim superaremos as inseguranças, o egoísmo... Isso é lindo.
O amor existe em nós!
Algumas pessoas só percebem que o amor é realmente o sentido da vida, quando estão à beira da morte. Não se realizam nos cargos, nos bens, nos investimentos, nas pessoas, seja lá em que for. No momento em que estão deixando a vida, pensam na família, no que poderiam ter feito por ela e pelas pessoas que mais amam. Como gostariam de consertar tudo...! 
O mais doloroso é que percebem ser tarde demais. Não aproveitaram a “paciência do tempo”.
         Precisamos redescobrir esse amor, começando em nossa casa, em nossa família com aqueles que realmente se importam conosco.