A Fé de uma Criança Feliz

Logo quando olhei essa pintura, o que mais me chamou a atenção foi o menino sorrindo. Fiquei pensando um pouco o que me levou a isso...


Entendendo a história.

Em seguida, Jesus foi para uma cidade chamada Naim. Com ele iam os discípulos e uma grande multidão. Quando chegou à porta da cidade, eis que levavam um defunto para enterrar; era filho único, e sua mãe era viúva. Grande multidão da cidade ia com ela. ao vê-la, o Senhor teve compaixão dela, e lhe disse: "Não chore!" Depois se aproximou, tocou no caixão, e os que o carregavam pararam. Então Jesus disse: "Jovem, eu lhe ordeno, levante-se!" O morto sentou-se, e começou a falar. E Jesus o entregou à sua mãe. Todos ficaram com muito medo, e glorificavam a Deus, dizendo: "Um grande profeta apareceu entre nós, e Deus veio visitar o seu povo"
(Lc 7, 11-16)

Muitas conclusões me cercaram, mas o que mais forte veio em meu pensamento foi que precisamos ser como aquele menino. Não o deitado, mas, o sorrindo.

Apenas feliz!!! 
Com certeza nessa idade ele não sabia muito bem o que acontecia por ali. Talvez fosse seu amigo, ou algum parente que havia naquela cama, mas ele só quis mostrar que estava feliz por tê-lo de volta. E somente isso.

Apesar de tantas certezas, nossa fé ainda é tão pequena que precisamos de provas para acreditar em tudo.
Ao invés de felizes, ficamos curiosos, como aquelas pessoas. Queremos saber como foi feito aquilo, e perguntamos constantemente perdendo nosso tempo querendo desvendar "mistérios".

"Aquele que se fizer humilde como esta criança será maior no Reino dos Céus" (Mt 18, 4)

"Todo aquele que não receber o Reino de Deus com a mentalidade de uma criança, nele não entrará" (Mc 10, 15)

Senhor! Que eu seja apenas FELIZ como uma criança.
Amém.