A QUE DEUS VOCÊ SERVER?

A Campanha da Fraternidade este ano nos ajuda a refletir sobre nossa economia e vida.
Um trecho de uma das canções da CF 2010 nos diz:

"Não podeis servir a Deus e ao dinheiro" - Mt 6, 24

Alguém me dizia: "o dinheiro é um mal necessário"

Eu disse: "para quem sabe administrar nunca será um mal"

Em minhas orações neste tempo estou sempre "martelando" que eu não sirva ao dinheiro, mas que o dinheiro me sirva pra alguma coisa.

O dinheiro é o resultado do nosso trabalho, do nosso suor e todo o operário é digno de seu salário não é verdade? Mas, e quando existir uma diferença gritante entre os "salários" dos operários o que fazer? Será que o grande salário é sinonimo de grande trabalho?

Às vezes o necessário acaba não sendo suficiente para algumas pessoas que sempre querem mais.

Outras vezes você é excluído de uma sociedade que não lhe cabe pelo fato de você não ter o mesmo que os outros e portanto se você não pode ter o que eles têm já "torcem o nariz".

Um dia entrei numa loja descalço por ter minha sandália quebrada no percurso. O vendedor me olhou de cima à baixo como seu eu fosse um nada. E nem se quer me atendeu. Então eu mesmo peguei a sandália passei por ele e fui ao caixa fazer o pagamento. No mesmo momento coloquei as sandálias nos pés e passei por ele com a nota fiscal na mão dizendo: "Obrigado!" Ele não tinha nem palavras. rssss

Tudo isso mostra o real valor que você tem para alguns. Eu disse para alguns. Infelizmente te valorizam pelo que você TEM e não pelo que você É!

"Que os bens materiais que temos nos ajude a alcançar o bem maior" dizia um tio meu.

Nada de excessos.

Deixo a pergunta...

A que deus você serve?

Lembremo-nos que tudo passa. Todas as coisas. Todas as jóias e tesouros. TUDO.

DEUS NUNCA PASSA, nem Sua palavra, nem o Seu amor.